Imprimir
PDF

7 dicas de revestimentos para bancadas de cozinha

Escrito por Assessoria de Comunicação.

Local onde toda ação acontece, a bancada é definitivamente a estrela da cozinha.

Essencial para o preparo de alimentos, podemos até optar por um fogão menor, se for necessário, para ganhar mais espaço livre na bancada.

E por todas essas razões, ela merece um revestimento bonito e funcional, que faça da sua cozinha um lugar ainda mais agradável.

Veja algumas opções de revestimentos que vão deixar a sua bancada incrível.

Porcelanato

Revestimento de alta resistência, o porcelanato é perfeito para bancadas. Fácil de instalar, ele é quase como se fosse uma placa única, apenas com as juntas dos encontros entre as peças, o que confere grande qualidade ao seu acabamento. Além disso, o porcelanato é fabricado nas mais diversas tonalidades e texturas, e conta com o diferencial de que a cuba pode ser “esculpida” na bancada, formando uma peça única e sofisticada.

Concreto

Escolha moderna para o projeto da área da pia e bancada da ilha, o concreto é prático, econômico e combina facilmente com outros revestimentos.  No entanto, devido a sua porosidade natural, o material deve ser bem tratado para evitar que o contato com a água cause rachaduras e manchas.

Inox

O inox é sinônimo de durabilidade e higiene. Material que possui grande resistência a altas temperaturas e oxidação, é um dos melhores revestimentos para bancadas de cozinha. Sua limpeza é bastante prática, mas cuidado com produtos que possam arranhar ou tirar seu brilho. Apesar do inox conferir uma cara de cozinha industrial ao ambiente, você pode combiná-lo facilmente com revestimentos mais calorosos, como o azulejo. A única desvantagem do material é seu preço, quanto mais resistente e bem-acabado, mais caro.

Epóxi

Pouca gente sabe, mas é possível revestir bancadas com resina epóxi. Esse material conta com a vantagem de não ser poroso, apresentar maleabilidade (possibilitando esculpir a cuba na mesma peça, por exemplo), vir em cores variadas e ser bastante durável. Só é preciso ter cuidado com o calor, pois temperaturas muito altas podem amarelar sua superfície.

Madeira

Temos que admitir que a madeira fica linda em qualquer lugar. Material que dá sensação de aconchego e consegue ser rústico e sofisticado ao mesmo tempo, a madeira é realmente uma tentação. Porém, apesar de ser fácil de instalar, ela não oferece grande resistência a água, calor e objetos pontiagudos, sendo necessário o uso de uma cuba com prancha de alumínio ou aço nas laterais ou, ainda, um tampo de vidro temperado para protegê-la.

Granito

Encontrado em abundância no Brasil, há uma razão para o granito ser popular em bancadas de cozinha: preço acessível e alta resistência das pedras naturais. Durável e fácil de limpar, trata-se de um material clássico, que nunca perde seu encanto.  O granito pode ser encontrado em várias tonalidades, desde as mais claras até o preto absoluto e o marrom absoluto.

Mármore

Um clássico da decoração! A elegância e sofisticação do mármore chamam a atenção em qualquer ambiente em que ele seja usado. Resistente e de fácil manutenção, para ser aplicado em bancadas de cozinha, no entanto, o mármore precisa de um tratamento impermeabilizante. Devido a sua porosidade, ele pode manchar com substância escuras, como café, molhos e vinho.  Infelizmente o mármore precisa ser importado, o que torna seu custo alto.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Como vimos, as opções são bastante variadas, e se você gostaria de uma bancada de madeira mais resistente, ou uma de mármore mais econômica, há uma solução: o porcelanato. Pois atualmente, existem vários modelos de porcelanatos que reproduzem com perfeição as mais diversas matérias-primas, como madeira, concreto e pedras naturais.

Não acredita? Passe agora em uma das lojas Correta, confira de perto toda versatilidade desse material e entenda por que ele é a melhor solução para você ganhar em estética e economia.

É a Correta pensando no melhor para você e a sua residência.

 

Imprimir
PDF

Integre a cozinha com a sala de estar com elegância e bom gosto

Escrito por Assessoria de Comunicação.

Muito comum em projetos residenciais hoje em dia, integrar a cozinha à sala é literalmente juntar a fome com a vontade de comer.

Organização que funciona bem tanto para espaços amplos, quanto pequenos, ela permite maior aproveitamento e valorização dos ambientes, uma vez que esse conceito aberto (sem divisão por paredes) faz com que ambos os cômodos sejam apreciados como uma continuidade um do outro.

Outra grande vantagem dessa composição é facilitar a interação entre as pessoas, que permanecem todas reunidas no mesmo local, antes e durante as refeições.

Gostou da ideia? Veja algumas dicas para acertar no projeto e integrar sua cozinha à sala com sucesso.

Revestimento

Integração não quer dizer que os espaços não possam ser delimitados e, uma boa forma de conseguir isso, é por meio dos revestimentos. Note que, no exemplo acima, apesar de estarem no mesmo cômodo, a cozinha e a sala ganham revestimentos completamente diferentes, que inclusive se estendem até as bancadas. Uma ideia ousada que deu muito certo.

E não é só o piso que conta, você pode conseguir o mesmo efeito usando as paredes. Na residência acima, para marcar a área de cada ambiente, foram usados dois revestimentos diferenciados nas paredes. Auxiliando essa demarcação, uma imponente bancada em porcelanato termina em um nicho verde, criando uma harmonia surpreendente.

Bancada

Estrelas das cozinhas integradas, não podemos deixar de ressaltar o papel extremamente útil das bancadas no funcionamento e divisão da casa. Perfeitas para delimitar espaços de forma sutil e prática, as bancadas tem valor inestimável em projetos em que a cozinha se integra a sala.

Você pode construí-las abertas (ideal para dar mais amplitude ao ambiente) ou fechadas, com revestimentos diferentes dos usados no piso e paredes, aproveitando seu espaço ao máximo, usando-as para as refeições e como bancada de decoração. Outra ideia é aplicar uma boa tinta para dar mais ênfase a separação das áreas e, de bônus, dar mais vida ao ambiente.

Divisórias

Há um modo ainda mais sutil de integrar a cozinha à sala, mantendo a identidade dos dois espaços: usando divisórias. E quando falamos em divisórias, não estamos falando necessariamente de cobogós e estantes, mas algo que funcione como um elemento de demarcação muito mais sutil e interessante, como o pergolado em forma de "L", que ocupa o espaço de uma parede lateral e do teto da cozinha, reforçando a área gourmet.

Perfeitamente integrado ao ambiente, esse hack/bancada divide os espaços sem que quase se perceba, pois ele acompanha toda a extensão da parede da sala de estar, continuando "solo", onde apenas dois bancos dispostos abaixo de si dão a entender que ele pode ser usado com uma bancada extra para as refeições.

Móveis e elementos decorativos

A decoração pede ainda mais capricho se a ideia for fundir os dois ambientes — como aqui, onde a sala de jantar fica literalmente dentro da cozinha. Note que a dica de que há mais de um cômodo nesse espaço, é o diferente estilo dos móveis e objetos de decoração. Enquanto a sala segue um padrão mais retrô, a cozinha é altamente moderna, com cadeiras de metal e a cor branca predominando.

Já que os ambientes integrados têm poucas paredes, lembre-se que o mobiliário deve primar pelo bom gosto em todos os ângulos. Na residência acima, as cadeiras da bancada seguem a mesma padronagem do sofá, mantendo o requinte do aposento e dando sensação de continuidade e harmonia.

Dica: ao unir os dois ambientes, fique atento à bagunça da cozinha. Mantenha apenas objetos que agregam à decoração à vista, nada de bagunça.

Quando o projeto é bem planejado e executado, tudo funciona. Você pode usar sua criatividade para criar uma cozinha integrada à sala diferente, funcional e perfeita para receber amigos e curtir momentos com a família.

Para tirar sua ideia do papel, passe na Correta e adquira tudo que vai precisar para a sua obra ou reforma, como revestimentos, tintas, luminárias, cadeiras, objetos decorativos e muito mais.

É a Correta inovando com você.

Imprimir
PDF

Preços Imperdíveis no Arraiá da Correta Resende

Escrito por Equipe LogoMídia.

Nosso Arraiá tá bão demais sô!

São DUAS horas todo sábado de preços arrasadores!

Aperte play e confira o recado da nossa equipe!

 

Imprimir
PDF

Confira tudo que você precisa saber sobre Pisos Vinílicos

Escrito por Assessoria de Comunicação.

É seguro dizer que o piso vinílico conquistou o coração de muita gente por duas principais razões: é prático de ser instalado e proporciona aquela sensação de aconchego.

Temos que admitir que são duas qualidades difíceis de bater. Afinal, evitar o quebra-quebra na hora de reformar é o sonho de praticamente todo mundo.

Mas não é só isso que torna esse revestimento uma boa escolha, ele também apresenta alta resistência, é fácil de limpar, instalar e vem em diversos formatos e tonalidades.

Como há bastante o que falar sobre esse material, considerando que ele evoluiu muito nos últimos anos, preparamos esse post para explicar de vez tudo o que você precisa saber sobre pisos vinílicos.

O que é o piso vinílico?

É um revestimento feito a partir do PVC reciclado, portanto é mais ecológico e econômico do que outros materiais disponíveis no mercado.

Atualmente já podemos encontrar uma versão de "luxo" do produto, o piso vinílico LVT (Luxury Vinil Tile), que é 100% reciclável, resistente a água, manchas, riscos e absorve ruídos.

Como ele é vendido?

Comercializado em forma de manta, régua ou placas, ele é vendido por metro quadrado e vem em uma variedade de cores, texturas e acabamentos.

A maioria dos pisos vinílicos imita a madeira, mas ele também pode simular outros materiais, como mármore e cimento.

Como instalar o piso vinílico?

A instalação do piso vinílico é prática, limpa e rápida. A aplicação correta depende do tipo do piso adquirido, e geralmente é feita de duas formas: adesivo e click.

O piso vinílico autocolante  vem com uma espécie de adesivo, o que facilita a instalação. Ele pode ser encontrado em manta ou em peças menores.

Com um sistema de encaixe, o piso de vinil click vem em placas e é instalado facilmente, pois não depende de cola. Esse produto tem um acabamento mais rígido, resistente a marcas.

O piso vinílico pode ser instalado sobre outros tipos de materiais, como pedras polidas, cerâmicas e porcelanatos.

Porém, é imprescindível que a base esteja bem nivelada, para não comprometer a durabilidade e acabamento do revestimento.

Feita a instalação, o ambiente já está liberado para uso.

Onde ele pode ser utilizado?

Atérmico, antialérgico, resistente a manchas e ruídos, o piso vinílico é uma ótima escolha para qualquer ambiente interno, residencial ou comercial, com exceção de áreas muito molhadas.

No entanto, hoje em dia já é possível encontrar modelos específicos para ambientes úmidos, então, se esse for o seu objetivo, preste atenção nas especificações de uso antes de comprar.

Como fazer a manutenção?

Manter o piso limpo é bem simples, basta utilizar uma vassoura de cerdas macias e um pano úmido com detergente neutro. Evite utilizar saponáceos, solventes, produtos químicos abrasivos e palha de aço.

Na Correta você encontra pisos vinílicos das melhores marcas, como Eucafloor, Durafloor e Tarkett.

Visite uma de nossas lojas, veja de perto a beleza e qualidade do material, e garanta uma obra rápida, sem dores de cabeça.

É a Correta ajudando você a fazer as melhores escolhas para a sua

Imprimir
PDF

Villagres lança 6 novas coleções inspiradas na diversidade das cidades

Escrito por Assessoria de Comunicação.

Provando que inspiração e criatividade não faltam, a Villagres lançou não uma, mas seis novas coleções esse ano.

Mais de 30 diferentes linhas de revestimentos foram divididas nas seguintes coleções: Naturale, Marmo, Metropolitana, Bistrô, Santa Ladrilhos e Minerale.

“A nossa inspiração foi a diversidade e o constante movimento da vida na cidade. Nossa ideia foi explorar o cenário urbano e unir as evoluções industriais e digitais em peças de porcelanato com alta definição”, explica a arquiteta da Villagres, Nathalia Maule.

Além das novas peças, a empresa também apresentou  novos tamanhos de porcelanato que passam a fazer parte do seu portfólio: os formatos 92 x 92cm; 26,5 x 138cm e 108 x 108cm.

“Investimos fortemente na ampliação da fábrica e em máquinas que pudessem desenvolver peças maiores e com alta tecnologia”, conta o gerente comercial do Grupo Villagres, Renato Salvatti.

Curioso para ver um pouco disso tudo? A Correta mostra pra você!

MOGNO (COLEÇÃO NATURALE)

Mogno é uma linha inspirada na madeira e traz elegância, naturalidade e sofisticação para dentro das residências. Indicado para ambientes internos de alto tráfego.

ANTIQUE (COLEÇÃO MARMO)

O requinte e acabamento único do mármore nunca sai de moda. A linha Antique tem duas opções de cores e oito diferentes estampas, proporcionando versatilidade para os projetos de ambientes internos com baixo tráfego.

CITY  (COLEÇÃO METROPOLITANA)

Apropriando-se de todas as nuances do cimento, em sinergia com o efeito do tempo e com a finalidade das marcas de caixaria, a linha apresenta peças ricas do movimento que reflete a dinâmica do cenário urbano. O produto é recomendado para ambientes externos com cobertura.

ARTESAN (COLEÇÃO METROPOLITANA)

Valorizando a estética artesanal do cimento queimado, essa linha assimila os efeitos do tempo em sintonia com a técnica manual, que resulta em um porcelanato com gráfica de efeitos desgastados e destonalizados. O produto possui uma textura granilhada e é sugerido para ambientes externos cobertos.

DUNAS SAND (COLEÇÃO BISTRÔ)

Com design diferenciado as peças da coleção Bistrô despertam sonhos, criatividade e aconchego sensorial. A linha Dunas estampa o movimento do vento e traz o relevo das ondas, propiciando ao ambiente uma sensação de calmaria. Apresenta quatro diferentes faces que levam leveza e descontração para qualquer parede.

GEO (COLEÇÃO SANTA LADRILHOS)

Linhas criativas e funcionais são as características desta coleção. O destaque fica para a linha Geo Metric, que mais uma vez traz o cimento e a contemporaneidade para uma peça de porcelanato. Os ladrilhos de 25 x 25cm possibilitam brincar com a criatividade e formar ambientes diferenciados dentro e fora de casa.

BLACK STONE (COLEÇÃO MINERALE)

A linha Black Stone é inspirada na ardósia, uma rocha metamórfica que apresenta nuances de grafite profundo e traz a força de um material consagrado para projetos de personalidade. Está disponível com os novos tamanhos 92 x 92cm e oferece sete diferentes possibilidades de ângulos da ardósia.

Ufa! Já temos um textão e isso apenas mostramos uma produto de cada coleção, imagina só tudo que você encontra nas nossas lojas.

Passe agora mesmo na Correta mais próxima e veja quais revestimentos vão ser os escolhidos para deixar sua residência ainda mais linda e moderna.

É a Correta trazendo o melhor até você.

Imprimir
PDF

Como escolher o rejunte certo para a sua obra

Escrito por Assessoria de Comunicação.

Onipresente, o rejunte é aquela parte de qualquer obra que a gente não nota, não lembra que existe, mas está sempre lá.

Responsável por  manter os revestimentos vedados, o rejunte protege contra a umidade, evitando a penetração de água e até impedindo que as peças descolem da argamassa.

Que ele é necessário todo mundo sabe, mas o que poucas pessoas sabem, é que existem três  tipos diferentes de rejunte no mercado: cimentício, acrílico e epóxi.

A escolha do produto correto para a sua obra é o que garante o bom acabamento e um visual agradável ao revestimento.

Para ajudar você a tomar a decisão certa, a Correta listou os principais tipos de rejunte e suas aplicações.

Solução Correta - Tipos de Rejunte

Há três tipos de rejunte no mercado das construções:

CIMENTÍCIO

Sua composição é cimento, mais agregados minerais. Ele é vendido em pó, em embalagens para aplicação em revestimentos de cerâmica e porcelanato. Para utilizá-lo, basta adicionar água e misturar. Resistente, o rejunte cimentício pode ser instalado no lado interno ou externo da residência e em áreas molhadas.

ACRÍLICO

O rejunte acrílico é composto por resina acrílica, cimento, agregados minerais, pigmentos, aditivos e polímeros. Vendido pronto para uso, o produto é fácil de aplicar e apresenta maior resistência a água, abrasão e desbotamento. Com acabamento superior, é indicado para pisos, revestimentos cerâmicos, pastilhas e porcelanatos.

EPÓXI

O rejunte epóxi, por sua vez, é um produto bicomponente à base de resina. Para aplicá-lo, basta misturar os dois componentes que são vendidos juntos, mas é preciso tomar cuidado, porque a mistura seca rápido. Top de linha, possui elevada resistência química e mecânica, além de ser extremamente impermeável e resistente a fungos e manchas. É indicado para piscinas, porcelanatos, revestimentos cerâmicos e pisos.

Para saber mais, assista o vídeo a seguir:

Na Correta você encontra todas essas opções de rejunte das melhores marcas, para garantir a qualidade da sua obra.

E se precisar de ajuda para determinar qual o melhor para a sua residência, é só perguntar a um dos nossos colaboradores, estamos prontos para lhe auxiliar.

É a Correta cuidando dos detalhes com você.


Angra dos Reis

24 2404-9999
24 99851-1020 
Rodovia Rio-Santos, Km 487
Antigo Farol de Angra - Japuíba
Fale com a loja de Angra

Saiba Mais

Aterrado - VR

24 3347-9999
24 99929-9972 
Av. Paulo de Frontin, 666
Aterrado - Volta Redonda
Fale com a loja do Aterrado

Saiba Mais

Barra Mansa

24 3326-3191
24 99929-9966
Av. Domingos Mariano, 594
Centro - Barra Mansa
Fale com a loja Barra Mansa

Saiba Mais

Resende

24 3355-2420
24 98187-8847
Rua João Ferreira Pinto, 444
Jardim Jalisco - Resende
Fale com a loja de Resende

Saiba Mais

Retiro - VR

24 3346-2420
Loja 24 98138-3792
Balcão 24 99231-9166
Av. Antônio de Almeida, 408
Retiro - Volta Redonda
Fale com a loja do Retiro

Saiba Mais