Dicas para acertar na decoração montessoriana e estimular os pequenos

Se você tem crianças em casa, é provável que já tenha ouvido falar no método montessoriano.

Idealizado pela médica e educadora italiana Maria Montessori, o método é conhecido por priorizar a autoeducação das crianças, e isso inclui o arranjo e decoração do espaço ao seu redor, de modo que incentive a independência, proporcione oportunidades para aprendizado e enfatize atividades sensoriais.

Método que se tornou famoso por seus excelentes resultados e é adotado por inúmeras famílias no mundo todo. Confira algumas dicas de como criar um ambiente que estimule o desenvolvimento dos pequenos.

Cama baixa

As charmosas camas baixas no estilo cabaninha que aparecem em diversos projetos de quartos infantis, são inspiradas nas orientações de Maria Montessori. Seu objetivo é oferecer independência para a criança, permitindo que ela consiga se levantar e deitar sozinha.

Se a criança ainda for muito pequena, coloque almofadas, rolinhos e tapetes em volta, para garantir maior segurança. Conforme ela for crescendo, vá aumentando a altura da cama.

Móveis baixos

O mesmo vale para todos os demais móveis do quarto com os quais a criança precise interagir. Além de auxiliar na segurança, pois evita que elas escalem, permitem que elas peguem seus próprios brinquedos e roupas.

Uma ideia aqui é incentivar os pequenos a guardar tudo depois que brincar. Prateleiras e nichos baixos com itens educativos, como livros, são uma excelente pedida.

Espaço livre

Sabemos que as residências estão cada vez menores, mas eis uma questão importante: não entulhe o quarto dos pequenos. A decoração no método montessoriano se aproxima do minimalismo, porque é preciso deixar espaço livre para as brincadeiras.

Deixe no ambiente somente os móveis essenciais para o seu funcionamento. Fique atento também a quantidade de brinquedos. Deixe à disposição apenas os mais usados. Guarde os outros e vá disponibilizando aos poucos.

Tapetes

Como a ideia é que as crianças tenham liberdade e se sintam confortáveis para aproveitar o espaço, tapetes são muito bem-vindos. Eles tornam o ambiente mais bonito e aconchegante, protegem a criança do piso frio e de sujeiras, e amortecem eventuais quedas.

Os tapetes podem ser felpudos, macios ou até mesmo de placas de EVA. Outra dica é arranjar um espaço para os pequenos em uma canto da casa para que eles convivam com os adultos também.

Espelhos

Os espelhos também são bem-vindos em uma decoração montessoriana. Eles servem para que a criança se descubra e aprenda com os movimentos que ela mesma faz. Por isso, eles devem ser posicionados na sua altura.

Certifique-se de que o espelho esteja bem preso na parede para evitar que ele caia. Segurança sempre em primeiro lugar.

Cores

E é claro que cores não poderiam faltar. Capazes de criar sensações, trazer um toque lúdico ao espaço e estimular a criatividade, elas são importantes no mundo infantil.

As cores podem ser aplicadas nos móveis, roupas de cama, tapetes e nas paredes. Nesse último caso, invista em pinturas de formas geométricas.

Essas dicas, além de estimular o desenvolvimento, prometem deixar o quarto dos seus pequenos ainda mais lindo e confortável, não concorda?!

Tudo que você precisa para aplicar a decoração montessoriana no seu lar, você encontra nas lojas Correta.

Visite-nos agora mesmo e comece o ano fazendo a alegria da criançada.

É a Correta caprichando com você.

Dicas para decorar com o estilo industrial

A decoração estilo industrial mais uma vez se apresenta como forte tendência para o próximo ano.

Esse conceito bastante contemporâneo surgiu por volta da década de 50, em Nova Iorque, quando a grande quantidade de pessoas na região fez com que muitas recorressem a um novo tipo de moradia: os lofts.

Na época, lofts eram basicamente fábricas e galpões que acabaram desocupados após a crise americana da década de 20.

Muitas pessoas revitalizaram o ambiente mantendo sua estrutura original, criando essa forma de decoração única que conquista adeptos até hoje.

Estilo moderno, perfeito para espaços cheios de personalidade, apresenta um visual marcado por linhas retas, cores sóbrias e pegada minimalista.

Confira algumas dicas para usar o estilo industrial no seu projeto!

Estrutura

Os espaços com estilo industrial têm o pé direito alto, janelas amplas e poucas paredes, resultando em ambientes interconectados. As vigas e pilares têm o material aparente, assim como a fiação e tubulações, que também podem ficar expostas, mas de maneira organizada.

Revestimentos

Concreto, tijolo aparente e metal não podem faltar. Uma solução prática é utilizar porcelanatos que reproduzem esses materiais e conferem um acabamento superior, dando um ar sofisticado ao ambiente rústico.

Iluminação

A iluminação natural fica por conta das janelas amplas. Já a artificial deve ser feita com luminárias, pendentes e trilhos de spots direcionados. Esse último tem a vantagem de o trilho ficar aparente, harmonizando com as demais instalações.

Cores

Os tons sóbrios como cinza, branco, marrom e preto são a base do estilo industrial. No entanto, aposte em cores vibrantes e quentes nos detalhes, para quebrar a frieza dos materiais utilizados e trazer mais aconchego.

Móveis

Poucos móveis, com destaque para aqueles que apresentam linhas retas e são feitos em madeira escura, madeira de demolição, bronze, aço corten ou aço escovado. O mesmo vale para estofados sintéticos, latões, pallets, e tudo que pode ser reciclado e reaproveitado. Sustentabilidade é um dos preceitos do estilo industrial.

Decoração

Evite o excesso de elementos decorativos, opte “por poucos e bons”. Para complementar a decoração, acrescente plantas, pois elas contrastam muito bem com o aspecto mais frio e metalizado do estilo industrial e dão um ar mais aconchegante ao espaço.

Gostou dessas dicas? Agora é só passar na Correta e adquirir tudo que você precisa para levar toda a modernidade e elegância do estilo industrial para o seu projeto.

É a Correta decorando com você.

Tipos de muros e cercas ideais para deixar sua casa bonita e protegida

A maioria das pessoas que mora em casa precisa construir um muro de proteção, ou no mínimo uma cerca para separar seu terreno do dos vizinhos.

Isso porque, além de oferecer proteção, muros e cercas servem para limitar propriedades, manter animais dentro (e fora), demarcar o espaço entre duas casas, fechar um jardim e também decorar.

Atualmente, há vários materiais que podem ser usados para construir essas divisórias, e tudo depende do estilo decorativo da fachada da casa e do ambiente no qual se encontram.
Confira algumas opções e dicas para fazer a melhor escolha para a sua residência!

Muro de tijolos

Opção mais comum, os muros feitos de tijolos são resistentes, econômicos e versáteis. Se forem de tijolinhos a vista, eles já ficam um charme por si só. Mas se quiser, você ainda pode combiná-los bem com outros materiais, como madeira e metal. E se não gosta da aparência deles “crua”, uma boa mão de tinta resolve!

Cercas de ferro

As cercas ou portões, em forma de gradil, também são outra opção bastante popular, especialmente entre quem prefere ter alguma visão do lado de fora. Elas podem ser fabricadas com diversos materiais, sendo o ferro forjado e o aço os mais utilizados, devido a sua resistência. Para deixar a fachada mais bonita, podem ser pintadas combinando com a cor da casa e usadas em conjunto com outros materiais.

Cercas de madeira

Apesar de soar como algo vulnerável, ou até mesmo campestre, a madeira pode assumir perfeitamente a função de delimitar o espaço das residências, de maneira charmosa e sofisticada. Podem ser utilizados vários tipos de madeira, preferivelmente as mais resistentes, como o jatobá e o ipê (que mesmo assim devem receber tratamento periódico contra a ação do tempo). Você pode escolher usar ripas, tábuas ou painéis, sendo que a montagem dela irá definir o tipo de fechamento e a altura da cerca.

Muro de pedra

Material que dá um toque rústico na decoração, os muros de pedra são resistentes, bonitos e não deixam de trazer requinte ao ambiente. Assim como a madeira, existem vários tipos de pedra que podem ser usadas, sendo a canjiquinha uma das escolhas mais populares.

Muro de porcelanato

Embora o porcelanato não possa ser usado como material exclusivo na construção de muros, ele com certeza é perfeito para revestir estruturas de tijolos, trazendo toda sua exclusividade ao acabamento. Com diversos tipos de porcelanatos apropriados para uso externo, você pode dar ao seu muro a aparência que quiser, desde madeira, até cimento queimado, pedras e opções com volume e textura diferenciadas. Quando se trata de porcelanato, o céu é o limite!

E aí, gostou dessas dicas? Agora você já sabe que não precisa se prender ao básico quando for construir ou reformar seu muro.

Inspire-se, passe na Correta, escolha os materiais que precisar e construa o projeto dos seus sonhos.

É a Correta criando com você.

5 erros para evitar quando for construir ou reformar seu banheiro

Se tem um espaço na casa que você não quer errar na hora de construir e decorar, é o banheiro.

Quando se trata desse cômodo, projetos mal elaborados costumam resultar em dores de cabeça, como materiais se degradando em pouco tempo e falha de usabilidade, o que dificulta a rotina diária.

Por se tratar de uma área úmida, muitas vezes de espaço reduzido e com grande movimento, o banheiro merece uma atenção especial. Veja algumas dicas para não errar quando for construir ou reformar o seu!

  1. Iluminação

Seu banheiro é pequeno e você acha que uma lâmpada central é mais do que suficiente? Erro número um. O uso de apenas uma lâmpada embutida no forro resulta em sombras abaixo dos olhos e nariz quando nos olhamos no espelho, o que dificulta várias tarefas relacionadas a higiene e beleza.

Para não ter esse efeito sombreado, uma dica importante é combinar a luz central com outros tipos de iluminação, como lâmpadas embutidas e arandelas.

  1. Marcenaria

Gabinetes e outros móveis de madeira são comuns em banheiro, mas se você quiser algo que dure, opte pelo tipo de marcenaria mdf ou mdf ultra que são mais resistentes à umidade.

O aglomerado (chapa de madeira com miolo composto de resíduos de madeira), embora tenha um custo mais baixo, é suscetível à umidade do próprio vapor do banheiro, e acaba estragando mais rápido.

  1. Revestimento

Para áreas molhadas, tanto piso quanto parede, o porcelanato é sempre uma das melhores escolhas. Resistente e durável, ele tem baixíssima absorção de água, além de permitir composições lindas, uma vez que é produzido em diferentes formatos e capaz de reproduz com perfeição matérias-primas como mármore e madeira.

Outro detalhe ao qual você precisa estar atento é quanto ao acabamento da peça, que pode ser polido, natural ou acetinado. Modelos polidos não são indicados para a área do box, já que por serem mais lisos podem ficar escorregadios. Neste caso, opte pelo natural ou o acetinado, que não possuem polimento e trazem um aspecto mais fosco.

  1. Rejunte

Atenção nesta dica! Na hora de definir os revestimentos é importante prestar atenção também na escolha do tipo de argamassa e rejunte, e no espaçamento entre as peças. No mercado há diferentes tipos de rejunte, como o acrílico e epóxi. O acrílico é fácil de limpar e pode ser utilizado nos pisos e paredes dos banheiros. Já o epóxi, além de ser extremamente impermeável, tem resistência química, mecânica e ação bactericida.

Na hora de rejuntar, verifique as bordas do revestimento escolhido, veja se ele é boleado (bold) ou retificado (ret). A grande diferença está no afastamento entre as peças. Principalmente nas paredes, o ideal é escolher entre os retificados que permitem o menor espaçamento (1mm) entre as peças, deixando o banheiro com um visual mais amplo e sofisticado.

  1. Acessórios

Com tanta coisa pra pensar na hora de construir ou reformar um banheiro, cuidado para não esquecer dos pequenos detalhes que também são fundamentais, como porta toalhas, saboneteira, porta papel higiênico, prateleiras etc. Na área do box, atenção aos nichos!

Faça uma marcação na parede onde você pretende colocar cada acessório e capriche na escolha dos metais para combinar com o restante da decoração e deixar o seu banheiro ainda mais incrível.

Gostou dessas dicas? Agora só falta passar na Correta e pegar tudo que você precisa para deixar o seu banheiro digno de capa de revista.

Temos os melhores revestimentos, louças, metais, tintas, lâmpadas, luminárias e acessórios do mercado, e tudo num só lugar. Aproveite!

É a Correta construindo com você.

Saiba o que é backsplash e quais tipos de revestimento utilizar nessa área

Termo que surgiu nos Estados Unidos, backsplash é o espaço entre a bancada da cozinha e os armários superiores, também chamado de “frontão da pia”.

A palavra “splash” faz referência ao local que se espirra água, óleo e outros líquidos enquanto uma pessoa usa a região molhada.

No Brasil, é muito comum ver as cozinhas com azulejos do piso até o teto, porque aqui a cultura da fritura é grande e, assim, opta-se por proteger uma área maior do ambiente. Já nos EUA, como as frituras são feitas na área externa da casa, é comum usar revestimentos impermeáveis apenas na frente da pia, do fogão e do tanque.

Os americanos preferem pintar as outras paredes com tintas que permitem a lavagem e utilizam materiais de qualidade superior para o backsplash.

A escolha de um revestimento diferenciado para essa área virou tendência na decoração do ambiente, e há diversas possibilidades para renovar a cozinha, deixando-a mais moderna e prática.

Confira alguns materiais indicados para serem utilizados no backsplash e saiba como escolher o melhor para o seu projeto.

CERÂMICA

Material econômico, resistente a água e fácil de limpar, a cerâmica é bastante utilizada na área de backsplash.

Produzida em desenhos e formatos diferenciados, é perfeita na hora de inovar no decór da cozinha, permitindo aplicações clássicas, como o preto e branco, até paginações mais coloridas e ousadas.

PORCELANATO

Um dos revestimentos mais resistentes, versáteis e modernos que existem, o porcelanato se destaca pela beleza, sofisticação e durabilidade. Reproduzindo com perfeição inúmeras matérias-primas, você pode optar por um décor clássico com o porcelanato marmorizado, ou uma decoração mais industrial com o porcelanato que imita cimento queimado, ou ainda usar os amadeirados para um decór mais rústico.

Os porcelanatos em grandes formatos são perfeitos para criar uma área de backsplash sem linhas de rejunte, proporcionando conforto visual e maior sensação de limpeza.

LADRILHO HIDRÁULICO

Outro favorito na hora de decorar o backsplash, o ladrilho hidráulico também é resistente e fácil de limpar, apresentando grande variedade de cor e formas que podem ser usadas para fazer mosaicos, entregando ao ambiente um estilo personalizado e único.

Quem deseja dar um toque de cor para a área molhada pode optar por mosaicos coloridos. Já quem prefere um ambiente mais sóbrio e moderno tem a opção de usar cores neutras e formas geométricas.

PASTILHAS DE VIDRO

Outra tendência forte para o backsplash é a utilização de pastilhas de vidro. O material é simples de ser limpo e pode ser usado para compor diferentes estilos na cozinha ou no banheiro.

As pastilhas de forma hexagonal são muito utilizadas para criar um ambiente elegante, principalmente nos tons mais escuros ou metalizados. O hexágono era amplamente utilizado na decoração na década de 50 e 60 e, agora, voltou como ícone de um décor moderno.

Dica: é muito importante que o revestimento escolhido acompanhe o estilo de decoração do ambiente, para criar um visual harmônico.

Agora que você já conhece as melhores opções de revestimentos para o backplash, é só passar na Correta e escolher o seu.

Temos centenas de opções das melhores marcas para deixar o seu projeto do jeito que você sempre sonhou.

É a Correta decorando com você.

Dicas para escolher os melhores armários para cada ambiente

Quando pensamos no que não pode faltar em uma casa, armários aparecem logo no topo da lista. Afinal, são peças chave na organização e funcionalidade de qualquer espaço.

Precisamos de armários nos quartos, banheiros e cozinhas, e, se bobear, colocamos um na sala também. Tudo depende da quantidade de coisas que temos para guardar.

Há inúmeros modelos de armários prontos no mercado, mas, muitas pessoas ainda preferem projetar os seus de acordo com as suas necessidades.

Seja como for, veja algumas dicas do que devemos ter em mente na hora de comprar ou projetar armários para cada ambiente.

Banheiro

O banheiro é um ambiente da casa que geralmente tem tamanho reduzido, mas muita coisa para armazenar. É ali que queremos itens de higiene e cuidado pessoal. Para definir como serão seus armários, você deve analisar seus hábitos e os de sua família, levando em conta o que guardam nesse espaço, o tamanho dos produtos e a melhor maneira de organizá-los.

Os objetos estocados no banheiro geralmente são itens maiores de higiene geral e menores de higiene pessoal. Portanto, você vai precisar de espaços adequados para ambos. Gavetões e nichos cumprem bem a primeira função, e armários que podem ser ocultos por espelhos, a segunda.

Se o seu banheiro é muito pequeno ou precisa de mais espaço para armazenagem, invista em gabinetes suspensos e prateleiras, que podem estar até sobre o vaso sanitário, aproveitando a área das paredes.

Quarto

O armário do quarto, além de organizador, ocupa grande papel na decoração do ambiente por tem um porte maior. Por isso, é importante que ele harmonize bem com o espaço ao redor.

Para começar, posicione-o em uma parede que não atrapalhe a circulação. Se o quarto for pequeno, portas de correr são a melhor opção. Um truque muito usado hoje em dia é colocar espelhos em suas faces, para ampliar o espaço e dar mais leveza ao móvel.

Antes de comprar ou construir, analise se precisará de mais gavetas, mais barras para cabides, prateleiras ou nichos para sapatos e bolsas.

A cor é outro fator importante, pois deve seguir a mesma linha dos outros móveis do cômodo. Se quiser criar um efeito de camuflagem, opte por usar a mesma cor na marcenaria.

Cozinha

Depois dos eletrodomésticos, os armários são a parte principal da cozinha. Da mesma forma que acontece no quarto, eles são o elemento que definem o estilo decorativo do ambiente. Por abrigarem itens tão diferenciados, os armários de cozinha necessitam de ainda mais atenção.

Comece focando na praticidade. Você pode misturar armários fechados com nichos e prateleiras para criar um armário mais versátil, perfeito para guardar itens variados e até colocar algum objeto decorativo. Se você quer que a peça se destaque, ouse nas cores e combine com revestimentos neutros.

Se for possível, tenha um bom número de gavetas. As gavetas mais largas e fundas são perfeitas para guardar panelas, e as convencionais são ótimas para guardar talheres, toalhas de mesa, panos de prato e demais utensílios. Também lembre de pensar em nichos para eletrodomésticos embutidos, que ajudam a liberar espaço de circulação e deixam o layout da cozinha mais bonito e moderno.

Atenção aos puxadores, que podem ser embutidos para criar um visual mais clean, ou com estilo retro ou moderno para dar um charme extra à decoração.

Gostou das dicas? Agora é só passar na Correta e adquirir o seu móvel pronto, ou contar com nossos parceiros da Italínea para projetar o seu.

Temos uma vasta gama de opções a sua espera!

É a Correta decorando com você.

Conheça os melhores revestimentos para churrasqueira

Se você perguntar para um brasileiro o que é mais importante, o fogão ou a churrasqueira, há uma grande chance que ele responda a segunda opção.

Não importa se estamos falando de uma casa grande com área gourmet, ou de um pequeno apartamento, sempre há um espaço reservado para a churrasqueira.

Como ela costuma estar em um ambiente social da residência, é imprescindível que, além de bem construída, apresente uma boa aparência.

O revestimento utilizado deve, primeiramente, resistir a altas temperaturas. Depois, o ideal é que se conecte com a decoração do cômodo. Quer algumas dicas para não errar? Confira abaixo os cinco tipos de revestimento para churrasqueira mais usados atualmente!

Tijolinho

O tijolinho é sem dúvidas o material mais comum usado na fabricação de churrasqueiras, e o primeiro que costuma vir a mente quando o assunto é esse. Isso porque, além de ser muito charmoso, apresenta grande durabilidade e facilmente se conecta com os mais diversos estilos de decoração.

Alvenaria

A alvenaria na produção de peças como bancadas e churrasqueiras, principalmente com acabamento em cimento, está cada vez mais em alta. Solução prática, é ideal para ambientes que seguem uma decoração rústica, moderna ou industrial. Sua combinação com elementos em madeira fica perfeita!

Porcelanato

O uso do porcelanato em churrasqueiras cresce a cada dia. Afinal, é um material resistente, versátil, fácil de encontrar no mercado e com acabamentos que imitam pedras, madeiras, tijolinhos e vários outros, facilitando a sua inserção em diferentes propostas de decoração.

Pastilhas de vidro

Podendo ser encontradas em diferentes tamanhos, formatos e cores, as pastilhas de vidro são uma opção criativa e diferenciada de revestimento para churrasqueira. Conferindo um acabamento alegre e moderno, além de bonitas, elas são fáceis de limpar.

Pedras

O uso de pedras dá um toque mais natural e rústico ao ambiente. Pedra ferro, pedra madeira e pedra canjiquinha são algumas das opções que podem ser utilizadas, porém requerem mais cuidado com a limpeza, uma vez que suas reentrâncias podem acumular gordura.

Granito

Uma solução igualmente resistente e mais sofisticada é o granito, muito usado tanto em toda a extensão da churrasqueira, como apenas em sua parte central.

Opções não faltam para você construir a churrasqueira que vai deixar sua residência ainda mais incrível.

Passe na Correta mais próxima e confira todos os revestimentos que temos à sua disposição.

É a Correta se inspirando com você.

Dicas para decorar com porcelanatos de grandes formatos

Por muito tempo, a produção de um revestimento cerâmico que ultrapassasse os 60cm era impensável. A tecnologia, no entanto, abriu novos caminhos e permitiu uma revolução no mercado de acabamentos.

Desde que surgiram, há alguns anos atrás, os porcelanatos em grandes formatos têm se tornado os queridinhos de arquitetos e decoradores. E motivos para isso não faltam!

As peças que já ultrapassam 120x120cm, garantem um efeito surpreendente de amplitude e continuidade em qualquer tipo de ambiente, possibilitando inclusive a criação de mobiliários exclusivos.

Os grandes formatos geram uma percepção de valor agregado muito superior, além de resultados incríveis, uma vez que necessitam de menos emendas.

Essa vantagem se torna ainda maior nas peças que reproduzem mármore ou cimento, pois a redução das linhas de rejunte deixa o porcelanato com uma aparência mais fiel ao material natural.

A facilidade de limpeza e manutenção os torna uma excelente escolha para ambientes como banheiros e cozinhas, onde as impurezas ficam mais impregnadas. Prático e resistente, o porcelanato permite o uso de detergentes, saponáceos e até mesmo a lavagem frequente.

Uma outro grande diferencial é a sensação de amplitude que dá ao espaço em que está aplicado. As emendas discretas proporcionam unidade aos cômodos, ampliando-os visualmente.

Os grandes formatos são tendência em acabamento e, sem dúvidas, são os que garantem o máximo de sofisticação aos projetos de decoração. No entanto, é bom levar em conta algumas dicas em relação a sua aplicação.

Veja qual é o modelo ideal dependendo do ambiente onde será utilizado:

Porcelanatos polidos

Têm superfície lisa, sem nenhum tipo de ranhura ou rugosidade. Por esse motivo, podem ser um pouco escorregadios, sendo indicados para áreas secas, como salas e dormitórios.

Porcelanatos acetinados

Visto que em sua maioria são menos escorregadios (importante observar a aderência na especificação do produto), são recomendados para todos os ambientes, inclusive banheiros, cozinhas e áreas de serviço.

Porcelanatos externos

São específicos para áreas sujeitas aos efeitos de intempéries e mudanças climáticas em geral, pois são muito resistentes e têm maior aderência quando molhados. Por isso, podem ser aplicados em decks de piscina, garagens, quintais e pátios em geral.

Os revestimentos em grandes formatos vieram para ficar e, com certeza, serão cada vez mais utilizados no futuro.

Gostou? Quer usar no seu projeto? Passe agora na Correta e garanta o seu! Temos várias opções das melhores fabricantes do mercado, como Biancogres, Portobello, Eliane, Elizabeth e muito mais.

Não perca essa oportunidade de levar mais beleza e sofisticação a sua obra.

É a Correta decorando com você.

Dicas para customizar revestimentos usando pastilhas

Revestimentos lindos não faltam por aí, mas se você gosta de criar, colocar a mão na massa e ter algo mais personalizado, as pastilhas são uma ótima opção para dar aquele toque pessoal na decoração.

O uso de pastilhas para criar acabamentos customizados é uma tendência que veio para ficar. Paginações podem ser feitas usando peças de porcelana, e a Cerâmica Atlas apresenta inspirações e dicas sobre o assunto.

Como fazer customização com pastilhas

As pastilhas Atlas vêm reunidas por pontos de cola formando placas, o que agiliza a instalação em pisos e paredes.

A customização consiste em ‘desmontar’ a placa e aplicar as pastilhas uma a uma até formar o desenho desejado.

Formatos das pastilhas

O formato hexagonal é um dos mais usados para a customização, mas os quadrados também são bem-vindos, basta deixar a imaginação fluir.

Neste banheiro projetado pela Palladino Arquitetura, que resgata vários elementos de memória afetiva, foram usadas pastilhas de porcelana hexagonais no piso.

O importante é planejar bem o desenho e as cores que serão usadas. É interessante que as tonalidades sejam contrastantes, para marcar e valorizar o resultado.

Essas paginações podem ser aplicadas no piso ou parede, somente em poucos lugares, ou ocupando a superfícia toda.

Mistura de pastilhas na composição

A Cerâmica Atlas apresenta como inspiração os desenhos que misturam as pastilhas Barents e Melissa, além do trio de pastilhas Inox, Barents e Flox, sempre no tamanho de 2,65 cm.

Resistentes, as placas medem 30,8 x 29,1 cm, para que sejam desmontadas para a criação dos desenhos e paginações desejados.

Espaços como banheiros, varandas, cozinhas e bancadas, são os preferidos para esse tipo de personalização, principalmente quando se trata de desenhos mais delicados.

No entanto, é possível incluir desde detalhes até grandes desenhos geométricos em todos os ambientes da casa, tudo depende do seu gosto e estilo do projeto!

Gostou da ideia? Se você é do time que adora uma decoração personalizada e cheia de significado, inspire-se nessas dicas e comece a planejar sua obra.

Na Correta você encontra todas as pastilhas e materiais de que pode precisar.

É a Correta criando com você.

Dicas de decoração para uma sala pequena e aconchegante

Ambiente social do lar, que ganhou ainda mais importância em tempos de pandemia, quando começamos a passar mais tempo em casa, a sala merece atenção especial na hora de decorar.

Cômodo dividido por todos os moradores, a sala pode ser utilizada para diferentes finalidades, como assistir TV, descansar, reunir família e amigos para passar o tempo, fazer exercícios etc.

Versátil, esse sempre foi um ambiente importante e espaçoso da casa, feito para receber. Com o passar do tempo, as construções foram ficando menores e, consequentemente, as salas perderam metros quadrados, passando até a dividir espaço com a cozinha.

Se esse é o caso da sua residência, saiba que isso não é motivo para preocupação, pois ainda é possível criar um ambiente aconchegante e acolhedor, onde você pode passar bons momentos. Confira algumas dicas para decorar salas pequenas com todo o charme!

Evite obstáculos

Salas pequenas pedem poucos móveis, para que você tenha a maior área de circulação possível. Opte por mesinhas laterais que podem ser movidas, se você precisar, e deixe espaço para acessar tudo sem tropeçar ou desviar de nada. Móveis suspensos ou com pés também são aliados, dando maior sensação de leveza e continuidade ao cômodo.

Luz pra que te quero

Use e abuse da luz natural durante o dia, para aquecer, renovar e inspirar. Cortinas claras ajudam a ampliar o ambiente e a deixá-lo leve e confortável. Para a noite, luminárias e luzes indiretas dão charme, criando um clima intimista. Velas também são uma boa pedida!

Acerte nos móveis

Salas pequenas pedem sofás pequenos, por isso, aposte nos extensíveis para momentos de maior relaxamento e poltronas para ter mais assentos. Pufes, bancos, almofadas e tapetes são outros aliados que tornam a sala convidativa e aconchegante, além de serem ótimas opções para dar um toque de cor ao espaço. Mas nada de excessos. Opte pela simplicidade e foque no que você realmente gosta.

Sinta-se em casa

Nada melhor para se sentir em casa do que decorá-la com boas lembranças. Porta-retratos com fotos de pessoas amadas, quadros que despertem boas sensações, objetos que são herança de família e pertenceram a entes queridos, seus livros favoritos, álbuns de fotos e até mesmo aquele cantinho com pequenos mimos trazidos de viagem. Se cercar daquilo que traz aconchego para o coração também faz parte de uma boa decoração.

Integre com harmonia

É comum hoje em dia projetos de sala e cozinha integradas. Essa é uma boa solução para tornar o cômodo mais espaçoso e favorece a socialização durante o preparo das refeições. Em salas de jantar pequenas, dê preferência para mesas redondas ou por um canto alemão. Demarcar o piso com diferentes revestimentos e a mesa de jantar com uma luminária pendente é uma opção charmosa para separar os ambientes. Outra boa ideia é o uso de cobogós para criar uma meia parede, projetando uma divisória mais leve.

Gostou das nossas dicas? Aproveite a inspiração e passe na Correta para adquirir tudo que você precisa para começar sua pequena obra em busca de uma sala mais aconchegante e bonita.

É a Correta decorando com você.